domingo, 12 de junho de 2011

USANDO O DINING PLAN ATÉ O OSSO.



As férias de julho estão chegando, e vários leitores e amigos estão de viagem marcada para a Disney. Se você também vai para a terra do Mickey, e vai ficar hospedado na Disney utilizando o dining plan, poderá aproveitar nossas dicas para tirar o melhor proveito possível do seu plano. Isso porque não é incomum os viajantes chegarem ao final de sua estadia na Disney com vários créditos - principalmente de counter service (restaurantes fast-food) e snacks (lanches) - que inevitavelmente serão perdidos quando a última diária vencer.

O dining plan, para quem não conhece, é o plano de refeições disponível e opcional para quem se hospeda no complexo Disney. O primeiro a surgir foi o dining plan convencional, que inclui, para cada membro da família, uma refeição "full service" (restaurantes buffet ou à la carte), uma refeição "counter service" e um lanche (snack) por dia de estadia. Na nossa opinião, ainda é o plano com melhor custo-benefício. Ele só pode ser contratado se for para todos os hóspedes do quarto, e para todos os dias de hospedagem. Não é possível, por exemplo, contratar o plano para 5 dias se você for ficar 10, nem contratar para 2 hóspedes do quarto se o total de pessoas for 4.

Agora a Disney disponibilizou outros tipos de plano - um que só inclui refeições counter service, outro que inclui um pacote de vinhos, e ainda um último que dá direito a alguns restaurantes "premium". Com sucessivas mudanças no dining plan - para 2012 os planos já têm novas configurações - vale a pena você dar uma olhada nos restaurantes que estão incluídos em cada um, antes de contratar o plano convencional. Pode chegar um momento em que valerá mais a pena contratar um plano mais premium, caso a Disney continue excluindo os melhores restaurantes do original.

Nós só utilizamos o convencional, portanto não podemos opinar sobre os demais. De qualquer forma, nos últimos meses a Disney fez inúmeras promoções em que o dining plan convencional foi incluído de graça nas estadias, portanto a maioria das pessoas terá esse plano e não os demais. Algumas das recomendações feitas aqui servem para todos os dining plans.

O sistema disponibiliza um montante de créditos a que a família tem direito. Todos os cartões, que são a chave do quarto, podem ser usados para debitar créditos do seu dining plan. Suponhamos que vocês são uma família de 2 adultos e 2 crianças que passarão 5 dias no complexo. No primeiro dia, vocês terão à disposição 20 refeições full service (10 de adultos e 10 de crianças), 20 refeições counter service, e 20 snacks. Cada vez que vocês utilizarem as refeições, passarão o cartão ao atendente e ele irá debitando as quantidades correspondentes ao tipo utilizado. Qualquer um dos cartões do quarto podem ser usados para debitar todas as refeições, não sendo necessário ter o cartão de cada um para fazê-lo.

Todas as vezes que utilizamos o dining plan, os créditos que mais sobraram foram de counter service. Isso porque a quantidade de comida que você receberá por cada crédito de fast-food é imensa, e normalmente a família acaba dividindo alguns pratos. Por exemplo, se você usar o plano no restaurante do Pinocchio, receberá uma pizza inteira; em outros locais, um wrap inteiro (e grande). Na maioria dos lugares, inclui ainda uma entrada, um acompanhamento e uma sobremesa. Para as crianças, certamente é muito mais do que conseguirão comer. Por isso, acabamos pedindo, por exemplo, 3 refeições para 5 pessoas, e sobram créditos.

Outros créditos que costumam sobrar são de snacks, mas esses são fáceis de gastar. Isso porque bebidas engarrafadas (água, refrigerantes, limonada), café, cappuccino, sorvete, e às vezes até barras de cereais ou de chocolate com formato de Mickey também podem ser comprados com esses créditos. É fácil identificá-los através do símbolo do dining plan que geralmente é colocado ao lado do preço nas lojas e lanchonetes.

Se pudermos resumir em poucas palavras, você deve dar prioridade para consumir os créditos de full service (à la carte e buffet), porque são os mais caros do plano; em segundo lugar, consuma os créditos de counter service (não por serem caros, mas porque são impossíveis de gastar numa tacada só, no último dia); e a última prioridade é consumir os créditos de snacks, por serem muito fáceis de gastar. Todas as vezes que for comer qualquer coisa, lembre-se do dining plan e vá debitando os créditos, sempre seguindo as dicas a seguir:

1. Imprima o guia de restaurantes que aceitam o plano (acesse o link clicando aqui): antes de sair de casa, acesse a página do seu plano e imprima a lista de restaurantes. Carregue com você essa impressão, pois às vezes vocês estarão em algum parque ou outro local, e, tendo sua própria listagem para consultar, ficará muito mais conveniente escolher um restaurante que aceite seu plano, sem correr o risco de ter que pagar por suas refeições desnecessariamente. Além disso, com a lista em mãos você poderá consultar a internet para ver opiniões dos viajantes sobre os restaurantes antes de viajar, e fazer até mesmo reservas antes de sair de casa. Veja aqui as opiniões do Família Recomenda sobre alguns restaurantes e lanchonetes de Orlando.

2. Faça reservas antes de sair de casa: depois de ter escolhido os restaurantes full-service que você preferirá, não deixe de fazer reservas através do site da Disney (clique aqui para acessá-lo). Apenas alguns poucos restaurantes (especialmente os de princesas e alguns dinner shows) exigem que você deixe um número de cartão de crédito, seja para cobrança, seja como garantia da reserva. Os demais - a maioria - não cobram nada pela reserva, o que quer dizer que você pode fazer quantas quiser. Pode fazer até reservas para o mesmo horário em 2 lugares diferentes, e deixar para cancelar uma delas quando a data se aproximar e você decidir em qual dos 2 restaurantes vai querer comer. Chegar sem reserva a um restaurante da Disney no horário de pico é quase 100% de certeza de fila. Com a reserva você evita longas esperas, e ainda garante lugar nos restaurantes que aceitam seu plano, para você conseguir usar todos os créditos de full-service até o final. Esses são os créditos mais caros do seu plano, então certifique-se de utilizá-los até o final, mesmo que isso signifique comer, em determinado dia, 2 vezes em restaurante full-service.

3. Evite as refeições que exigem 2 créditos: alguns jantares com personagens e shows requerem 2 créditos do plano. Nesses casos, geralmente é melhor pagar pelo jantar do que usar seu plano, deixando os créditos para usar em 2 refeições separadas em outro lugar. O único caso em que valerá a pena usar 2 créditos do plano é se o jantar custar mais de U$ 60,00 por pessoa. Se seus filhos fizerem questão de algum personagem como as princesas (agora todos os jantares das princesas consomem 2 créditos), procure os cafés-da-manhã buffet que geralmente consomem somente 1 crédito.

4. Use créditos de counter service para pagar pelo café-da-manhã: para evitar a sobra de counter service, na maioria das padarias e cafés existem refeições montadas (combos), que podem ser consumidas com esses créditos. Geralmente incluem um "pastry" (pão, croissant, muffin, cinnamon roll, etc), uma fruta (banana, maçã) e uma bebida (refrigerante ou café). O único problema que tivemos com esse esquema foi nos dias em que as crianças queriam comer cereal. O cereal só pode ser debitado como snack, e o leite frio não está incluído no plano, portanto tivemos que pagar à parte. Esse esquema não funciona nos cafés-da-manhã tipo buffet ou à la carte, que são cobrados como full service.

5. Sempre pergunte sobre refeições counter service antes de debitar seus snacks: às vezes a família faz uma parada ao longo do dia para um lanche rápido. Cada um escolhe um item: a mãe quer um croissant, o pai quer um café, o filho escolhe alguma outra guloseima. Ou então no café-da-manhã cada um quer um item, mas não quer um combo inteiro. Mesmo assim, vale a pena dar uma olhada nos combos disponíveis, pois às vezes casando os pedidos de duas ou três pessoas é possível debitar uma ou duas refeições de counter service. A vantagem desse esquema é que esse tipo de crédito é o que mais sobra no final. Os snacks representam um problema menor pois é muito mais fácil encontrar itens que possam ser debitados.

6. Use a maior quantidade de snacks possível o quanto antes: às vezes até itens que você jamais imaginaria - alguns tipos de chocolate e biscoitos, café expresso, água e refrigerante engarrafados, cereais matinais, até mesmo bolo em formato de Mickey! - podem ser comprados com créditos de snacks. Não há necessidade de forçar o consumo para debitar snacks, mas uma vez tendo decidido comprar uma bebida ou lanche, não custa nada perguntar no caixa se você pode usar seus snacks para pagar. Qualquer coisa que custe acima de 2 dólares vale a pena ser debitada como snack. Assim, você já vai utilizando os créditos, evitando que se acumulem para o final.

7. No último dia, acabe com os snacks: é bem provável que no último dia você tenha alguns créditos de counter service, a respeito dos quais pouco se pode fazer. Geralmente essas refeições são sanduíches, pizzas ou outros pratos que têm que ser consumidos na hora. É bem provável também que você tenha ainda alguns créditos de snacks, mas esses podem ser gastos sem problemas. Entre em qualquer lojinha de conveniência dos hotéis da Disney e procure os biscoitos, chocolates, doces e cereais inclusos no plano. Compre quantos forem necessários para acabar com seus créditos, e traga de volta na mala - pode ser até na mala de mão, para um lanchinho quando bater aquela fome no aeroporto.

Com essas dicas, você poderá usar a maior parte dos créditos de seu plano, aproveitando-o ao máximo, quer você tenha optado e comprado o dining plan, quer você tenha ganho o seu nas promoções da Disney.