sábado, 11 de setembro de 2010

UMA NOITE MÁGICA NO PARADOR EM SANTIAGO DE COMPOSTELA

Nossa viagem foi assim:
Época: julho *****
Hotel: Hostal de los Reyes Catolicos *****
Faixa etária das crianças: 7-9 anos ****



Quando fomos à Espanha, nossa prioridade obviamente foi visitar Barcelona. Mas já que estávamos lá, resolvemos dar uma esticada até Santiago de Compostela, pois é uma cidade que sempre nos fascinou, principalmente por causa do Caminho de Santiago.

Olhando o mapa da Espanha, parece bem difícil estar em Barcelona e atravessar o país para dar uma "esticada", afinal Santiago fica do lado oposto, perto do Atlântico... Mas na verdade não é nada difícil. Com as companhias aéreas de baixo custo, as passagens são tão baratas que, estando em qualquer grande cidade da Espanha é possível viajar em no máximo uma hora para qualquer outra cidade. Lembrando sempre que para obter passagens baratas é preciso planejar e comprar com bastante antecedência (normalmente alguns meses de antecedência). No nosso caso, fomos de Spanair, pagando muito pouco pela passagem. Chegamos a Santiago ainda a tempo de dar uma volta no centro gótico e assistir a missa na Catedral!

Já que passaríamos somente uma noite em Santiago, resolvemos abrir a carteira e ficar no melhor hotel da cidade. Pesquisamos e descobrimos que o melhor hotel é na verdade um hotel... estatal! O Hostal de los Reyes Catolicos faz parte de uma rede de hotéis na Espanha que é administrada pelo governo - os Paradores (http://www.parador.es/). Ficamos meio desconfiados - como pode uma rede de hotéis estatais ser tão boa? Mas olhamos os guias de viagem e a informação estava lá; pesquisamos a internet e o TripAdvisor e também estava lá; em todos os lugares as opiniões sobre os Paradores era a melhor possível.

O grande trunfo dos Paradores é que normalmente ocupam imóveis com especial interesse histórico ou uma localização privilegiada. Coisa que só o governo mesmo para conseguir. Entramos no site e os lugares realmente são de dar água na boca! O Hostal em que nos hospedamos era originalmente um hospital construído no século XV (!) para abrigar os peregrinos que chegavam muito debilitados à cidade, vindos de toda a Europa. Na década de 1960, o governo espanhol transformou o lugar em um Parador. O prédio é tão importante que é o segundo ponto mais visitado de Santiago, perdendo apenas para a Catedral. Isso mesmo, até quem não se hospeda lá entra para fazer um tour (pagando entrada), de tão bonito e significativo.

Isso facilitou muito nossa decisão. Seguindo orientação dos guias de viagem, fizemos a reserva através do site do Paradores de Espanha com bastante antecedência. Paradores famosos como o de Santiago e de Córdoba lotam assim que abrem as reservas. Embarcamos para Santiago sem ter muita certeza do que nos aguardava. Quando chegamos ao hotel, tivemos uma agradável surpresa. O local é realmente lindo, muito bem restaurado e cuidado, e os serviços são comparáveis ao de qualquer hotel 5 estrelas: banheiro de mármore com banheira, kit de toilette, colchão e roupa de cama de primeira, chinelinho e roupão, chocolatinho no travesseiro, café-da-manhã de primeira, enfim, tudo que se espera de um hotel de qualidade.

A única ressalva quanto ao Hostal é que os quartos variam bastante entre si. Como é um prédio com mais de 500 anos, que foi adaptado para ser hotel, é de se esperar que os quartos não tenham todos o mesmo tamanho. A decoração também varia bastante, mas isso faz parte do charme do lugar. Quanto ao tamanho dos quartos, podemos contar nossa própria experiência. Primeiro ficamos em um quarto triplo de bom tamanho, com uma cama king e outra de solteiro, bastante espaço para as malas e um banheiro enorme. Na tarde do último dia, como nosso trem só partiria de Santiago à noite, solicitamos o late checkout e, como nosso quarto não estaria disponível, ofereceram-nos um quarto menor. Esse também era charmoso, o banheiro excelente, a vista melhor ainda que do anterior. Só que era um quarto bem pequeno, apenas com uma cama queen.

Ficar no Hostal definitivamente acrescentou ainda mais magia à nossa curta estada em Santiago. Ele fica localizado exatamente ao lado da Catedral de Santiago, com vista para a mesma praça da igreja. Saíamos de um edifício com mais de 500 anos e tropeçávamos na Catedral, que também foi construída no século XI. Depois seguíamos pelas estreitas ruas do bairro histórico, cheias de turistas do mundo todo, mesas de cafés nas calçadas, músicos itinerantes tocando instrumentos em troca de moedas, peregrinos e caminhantes chegando da longa caminhada com suas mochilas, restaurantes apertados exibindo grandes aquários com frutos do mar fresquinhos para saborear na hora...

Fila para entrar pela porta dos
fundos da Catedral
Durante os dois dias que estivemos lá, obviamente fomos visitar a Catedral, cuja fachada se encontra em processo de restauro. Assistimos uma missa muito bonita, na qual o padre recita quantos peregrinos chegaram à cidade naquele dia e suas nacionalidades. Tendo visitado num ano jacobeu (ano em que o dia de Santiago, 25 de julho, cai num domingo), uma porta de acesso nos fundos da igreja encontrava-se aberta para a entrada de visitantes. Essa porta só se abre em anos jacobeus (Jubileu de Santiago), então apesar da fila fizemos questão de passar por ela também! Passando por essa porta pudemos dar um "abraço" no apóstolo - tocar os ombros de uma imagem de Tiago que se encontra no altar.

Fizemos também um tour guiado - a pé - nos arredores da igreja, no qual a guia nos contou a história do surgimento do Caminho de Santiago, da construção da Catedral, e das construções ao redor da igreja. Um tour simples, barato, e com muitas informações curiosas que a gente nem sequer imaginava.

Algo que não se pode deixar de fazer em Santiago é experimentar os frutos do mar. Obviamente a vieira - símbolo do apóstolo Tiago - é a vedete do menu, mas também há mariscos, lagostins, lagostas, caranguejos e alguns mariscos bem curiosos que nunca tínhamos experimentado.
Na sobremesa, não deixe de provar a Tarta del Apóstol, uma espécie de bolo feito de amêndoas, delicioso! E se gostar é só passar em uma das muitas lojinhas de doces e comprar uma (ou várias) tortas inteiras para levar pra casa.

A praça em frente à igreja e ao Hostal é um lugar com uma vibração diferente, excelente para as crianças correrem livremente, pois não há tráfego de carros. É na praça que chegam os caminhantes que passaram dias e semanas na estrada, e ver a chegada deles a esse destino tão mágico é contagiante! Nos fundos a praça dá vista para as casas e um pôr-do-sol inebriante, e à noite os templários - vestidos a caráter como na era medieval! - tocam instrumentos para as rodas de turistas fascinados.

Um aviso sobre o clima da cidade: apesar de termos visitado em pleno verão, e o tempo estar ensolarado, a temperatura em Santiago não sobe muito. À noite chegamos até mesmo a pegar frio e garoa... Portanto, em qualquer estação não deixe de levar agasalhos, pois o clima lá é bem diferente do calor escaldante do resto da Espanha.

O centro de Santiago é um lugar realmente mágico, que parou no tempo. Ficando hospedados lá dentro, tivemos a impressão de estar numa cápsula onde o tempo não passou, um lugar onde você simplesmente esquece que há civilização lá fora. Tanto que quando finalmente pegamos o táxi para a estação de trem, tivemos um "choque de civilização" ao deixar o bairro gótico e entrar na parte moderna de Santiago.

Então, se um dia estiver planejando uma viagem à Espanha e tiver uns dois dias a mais para preencher, dê uma "esticadinha" até Santiago de Compostela e faça uma verdadeira viagem no tempo!


2 comentários:

  1. Eu acredito que os Paradores são a melhor opção na Espanha. Fiquei em 2 deles (Baiona e Cambados) e ambos tinham quartos amplos e bons preços.
    t+ !

    ResponderExcluir
  2. Só conhecemos o de Santiago, mas se os outros são tão bons quanto este, vamos de Parador da próxima vez! A única desvantagem é que não tem em todas as cidades.
    Para quais outras cidades da Espanha vc foi? De quais gostou mais?

    ResponderExcluir

Mande seus comentários, perguntas ou mais dicas sobre este destino.