sábado, 12 de março de 2011

NASSAU E CASTAWAY CAY (PORTS-OF-CALL DO DISNEY DREAM)

Nossa viagem foi assim:
Época: janeiro *****
Faixa etária das crianças: 7-9 anos *****


Pelo menos no primeiro ano de atividade, o novo navio da Disney, o Dream, vai permanecer em itinerários relativamente curtos – de 4 a 6 dias – pelas Bahamas. Os dois portos de parada (ports-of-call) desse navio são Nassau, a capital do arquipélago bahamense, e Castaway Cay, uma ilha particular da Disney nos Abacos.

Nassau ***

No nosso itinerário, paramos em Nassau antes de Castaway Cay. Entrando no site da DCL e procurando pelos Port Adventures (aventuras portuárias; os passeios em terra oferecidos pela Disney), deparamos com umas 20 ou 30 opções para Nassau. Pensamos: uau! Deve ser um lugar repleto de coisas para fazer. Lendo mais atentamente as opções, no entanto, percebemos que mais da metade dos passeios são confinados dentro dos limites do Atlantis, um megarresort localizado em Paradise Island, a 15 minutos do terminal de cruzeiros de Nassau.

Do restante das opções, algumas excursões têm como destino a Blue Lagoon (site: http://www.bahamasbluelagoon.com/) – uma ilha com praia, piscinas naturais e sua própria versão da interação com golfinhos. É um destino menos “fabricado” do que o Atlantis, de cujos detalhes falaremos mais adiante. Na internet há muitas avaliações que dizem que a Blue Lagoon é mais bonita e interessante do que o Atlantis. Basicamente, vai agradar se sua família preferir beleza natural a ambientes grandiosos. No Disney Mom´s Panel (fórum oficial da Disney, em que as "mães" respondem às perguntas dos internautas), a opinião reinante é que a Blue Lagoon não difere muito de Castaway Cay, sendo que esta tem a vantagem de já estar inclusa no preço do cruzeiro. Obviamente isso não se aplica se você quiser participar da interação com golfinhos, que não existe na ilha da Disney.

Dream ancorado em Nassau
As avaliações de veteranos de DCL, inclusive no Disney Mom´s Panel, dão conta que Nassau é um destino bem sem graça. Pudemos comprovar: a cidade em si é feia e sem charme, com ruas comerciais sem nenhuma beleza, ainda exibindo aqui e acolá imóveis arruinados pelo último furacão. Passamos pela cidade somente de van, sem descer para explorá-la. No entanto, pelo folheto que recebemos em nossa cabine, pudemos perceber que Nassau é um bom lugar para quem pretende comprar joias, e nada mais. No folheto tem até um mapinha com a localização das principais lojas.

Se você quiser, mesmo assim, conhecer a cidade, é aconselhável tomar alguns cuidados. Nos últimos anos, Nassau passou por uma onda de violência que chegou a atingir os pontos turísticos. Assaltos a mão armada são quase tão comuns quanto no Brasil, então você não deve carregar nada de valor nem se afastar muito de locais de grande circulação.

Uma opção de passeio para quem é mergulhador certificado é o mergulho com a operadora de Stuart Cove. Se tiver interesse em fazer scuba, é bom reservar o passeio através da DCL. Os mergulhos de Nassau, viemos a descobrir, aparentemente são feitos em locais distantes da cidade. Assim, uma saída para 2 mergulhos demora cerca de 5 horas. Fazendo a reserva através do navio, você pode partir bem cedo, direto do porto, e certifica-se de retornar a tempo para o navio. Caso contrário, o tempo será muito apertado e você não terá como fazer o mergulho.

O Atlantis: megarresort ****

Fora a cidade e a Blue Lagoon, resta o Atlantis (site: http://www.atlantis.com/). Esse, sim, é a grande atração de Nassau. É um resort enorme, com opções de lazer para ninguém botar defeito. Tem um parque aquático, chamado Aquaventure, do mesmo nível dos de Orlando, com mais de 10 escorregadores diferentes, diversas piscinas e um rio de correnteza. Os toboáguas estão concentrados em 2 acessos diferentes: a pirâmide maia e uma torre chamada Power Tower. De cada um deles, saem 4 ou 5 escorregadores com níveis diferentes, desde ultra radical até bem leve. Nós não fomos nos radicais, e gostamos muito do The Surge (na Power Tower) e do Serpent Slide (na pirâmide maia). Neste último, no final da descida você passa lentamente por dentro de um aquário com tubarões. Os vidros estavam meio foscos, mas dava pra ver os bichos nadando do lado de fora!

Playground aquático para as
crianças pequenas.
O único senão é que apenas crianças com mais de 1,20m de altura podem entrar nos toboáguas; as menores têm que se "contentar" com o playground aquático (muito divertido, por sinal). Tem também mais de 10 piscinas diferentes para você ficar, desde jacuzzi quentinha até piscinas enormes e tranquilas, longe do burburinho do parque aquático.

Arraia no The Dig.
O The Dig é um habitat marinho com tubarões, arraias e grandes peixes, que pode ser visto tanto de cima, pela superfície, quanto por baixo, como um enorme aquário. O habitat dos golfinhos, separado do the Dig e um pouco distante, serve para as interações com os animais e também pode ser visitado. Para os adultos, há um cassino que não fica devendo nada aos de Las Vegas, uma galeriazinha com um punhado de lojas de grife, e alguns restaurantes de alta cozinha, de renome internacional.

Power Tower
Para conhecer o Atlantis, a DCL oferece várias opções de passeios. Os mais populares são os que envolvem os golfinhos: você pode nadar com eles (o mais caro de todos), apenas entrar na água em sua companhia, ou observar seus familiares enquanto eles interagem com os animais. Além desses, há um sem-número de opções, desde ingressos para simplesmente acessar o local, até pacotes incluindo o parque aquático, o aquário e um lanche na hora do almoço. Leia com atenção o que inclui o passeio escolhido, pois pode ser que aquilo que você quer fazer não seja permitido nele. Por exemplo, nem todos incluem entrada para os toboáguas. Se quiser frequentá-los, reserve um passeio que inclua o Aquaventure.

Pirâmide "maia"
concentra 4 toboáguas.
O Atlantis é o paraíso na terra para as crianças, mas você, como adulto, vai perceber alguns problemas que podem estragar seu dia. O mais evidente deles é o serviço. O atendimento no lugar é um dos piores que vimos nos últimos tempos. Os funcionários são displicentes e mal-humorados, não se dignando sequer a responder apropriadamente às perguntas dirigidas a eles.

No nosso passeio, estava incluso um suposto “tour” pelo resort, apenas para os visitantes se orientarem antes de explorar o lugar por conta própria. Bem, o tour se resumia a uma funcionária andando a todo vapor à frente de um grupo esbaforido de turistas, parando de quando em quando para gritar algumas descrições e orientações ininteligíveis num microfone portátil, antes mesmo que o grupo conseguisse se aproximar o suficiente para ouvi-la.

A má qualidade do serviço se estende aos salva-vidas do lugar. Todos os toboáguas e playgrounds aquáticos têm seu próprio salva-vidas, mas honestamente a única vida que eles estavam dispostos a salvar era a deles mesmos. Sentados displicentemente em seus postos, não chamavam atenção dos visitantes, nem mesmo diante de manobras evidentemente arriscadas e desrespeitosas. Estavam lá somente para cumprir tabela e nada mais.

Dentro do The Dig.
A alimentação que está inclusa no preço do passeio também deixa bastante a desejar. As opções se resumiam a wraps, hambúrgueres, hot dogs e conch fritters (bolinho de conch, o molusco local). Por via das dúvidas, fomos de hot dog, sempre a opção menos arriscada, e conch fritters (só para experimentar). Não foi a pior comida que já comemos na vida, mas também não tinha nada de memorável. O pior de tudo é que as únicas opções de bebida eram refrigerantes; não se podia pedir água ou suco na refeição.

Não ajuda em nada o fato de que pagamos bastante dinheiro para participar desses passeios, esperando em troca, no mínimo, um atendimento cortês e eficiente. O consolo é que, fora o momento do tour e na hora de pedir o lanche para o almoço, não precisamos interagir com os funcionários do lugar. Portanto, pouco fomos afetados pela ineficiência. Mas uma decisão sábia de quem vai visitar o Atlantis com crianças é ficar de olho nelas, pois os salva-vidas pouco ou nada farão se algum problema surgir.

Para mitigar o fato do passeio ser tão caro, existe a opção de você pegar um táxi do navio até o Atlantis e comprar a entrada à parte. O único inconveniente dessa opção é que, às vezes, o Atlantis suspende a venda de ingressos avulsos para day use (passes de um dia, sem estadia). Isso depende inteiramente do humor da administração e da lotação dos hotéis, então se optar por isso, você corre o risco de ficar de fora.

Cassino.
Considerando todos os prós e os contras, vale a pena ir ao Atlantis? Bem, perguntamos ao nosso filho qual foi a parte do cruzeiro que ele mais gostou, e a resposta, convicta, foi: “o Atlantis”. A estrutura do lugar deixa qualquer resort no chinelo – podemos dizer que é um cruzamento de Beach Park com Las Vegas – portanto, um lugar que vale a pena visitar pelo menos uma vez. Se seu orçamento estiver apertado, pense dez vezes no custo benefício do passeio. Você pode ficar no navio brincando, escorregando no Aquaduck, comendo patinhas de caranguejo no Cabanas – de graça! Se, por outro lado, puder gastar mais, e principalmente se você ou seus filhos forem fãs de parque aquático, não perca o Atlantis.

Não esqueça: cartão de crédito, passaporte, vacina...

Ao descer em Nassau, não esqueça de alguns detalhes importantes. Dentro do Atlantis, exceto na loja de souvenirs do aquário, não se aceita dinheiro vivo. Todas as transações têm que ser feitas por cartão de crédito, então, se você quiser uma simples garrafa de água, vai precisar dele. Até mesmo para alugar um armário para guardar suas coisas tem que usar cartão de crédito.

Outra coisa importante é levar o passaporte de todos os adultos da família. Na saída e na entrada do navio, não é necessário mostrar documentos. O passaporte será necessário na hora de passar na imigração, dentro do terminal de cruzeiros, quando for retornar no fim do dia. Os funcionários mal olham para o passaporte, mas por via das dúvidas é melhor carregá-lo. Tome precauções para evitar roubo ou furto.

Na internet obtivemos a informação de que a vacina de febre amarela é obrigatória para brasileiros desembarcarem nas Bahamas. Tomamos a vacina antes de partir, mas em momento algum pediram o certificado de vacinação para nós. Se você quiser se precaver, em São Paulo aconselhamos você a tomá-la no posto de vacinação do Hospital das Clínicas, onde é expedido diretamente o certificado internacional. Se tomar em postos comuns, vai precisar levar seu certificado a um aeroporto, para substituí-lo pelo internacional. A vacina deve ser tomada no mínimo 10 dias antes da viagem (tome cerca de um mês antes; se houver efeitos colaterais, você os sofrerá antes de embarcar, e não no meio da viagem).

Castaway Cay *****

Os cruzeiros da Disney pelas Bahamas e Caribe contam com um trunfo que nenhuma outra companhia pode ostentar: um porto de parada próprio e, o melhor, de graça! Normalmente uma das grandes despesas de um cruzeiro são os passeios em terra. No caso do Dream, se você quiser pode passar a viagem inteira sem gastar nenhum tostão. E se você pensa que, só porque é inclusa no preço, Castaway Cay deixa a desejar ou é sem graça, está muito enganado!

A ilha da Disney geralmente recebe pouco destaque nas descrições dos viajantes, mas em nossa opinião é uma injustiça. Como tudo que a Disney faz, Castaway Cay também é muito bem construída e estruturada. Tem opções de lazer para ocupar um dia inteiro, e mais excursões e atividades opcionais, pagas à parte.

Um dos destaques da ilha são as praias. De areia branquinha e mar turquesa, parecem saídas de uma página de revista. A água é muito calma, apesar de que estava um pouco fria em janeiro (inverno bahamense). Há cadeiras, espreguiçadeiras e guarda-sóis espalhados pela areia e, contrariando o que se fala nos fóruns, não achamos muito difícil conseguir um lugar. É aconselhável andar até a extremidade oposta da praia, onde haverá menos gente e mais espaço nas cadeiras. Se estiver só entre adultos, pode curtir uma terceira praia, exclusiva, em que crianças não entram. Se estiver achando as praias muito longe (a mais distante fica a cerca de 10 minutos de caminhada), pode pegar o tram, um trenzinho aberto que leva os passageiros desde a doca do navio até a extremidade da ilha, parando em vários pontos no caminho. Se você já foi aos parques da Disney, vai reconhecer o tram: é igualzinho aos que circulam nos estacionamentos dos parques.

Pelican Plunge.
Além das praias, há um par de toboáguas, chamado Pelican Plunge, que fica numa plataforma sobre o mar, fazendo as pessoas que escorregam caírem diretamente na água em frente à praia. Tem recreação infantil em terra, num clube separado do restante da ilha. Há um playground de esguichos, parecido com o Nemo´s Reef a bordo.

Snorkel de catamarã: bonito, mas frio.
Entre as atividades pagas, a mais econômica é alugar uma boia ou um snorkel. Ao lado do píer central da ilha, há uma área da água reservada para isso. Dizem que há uma estátua do Mickey submersa, mas de resto há pouco para se ver. Outras atividades pagas incluem aluguel de caiaques e barquinhos a vela, parasailing, passeio em barco com fundo de vidro, interação com arraias num tanque apropriado, e snorkel no recife de coral, onde se chega de catamarã. Nós participamos desse último, e, apesar da vista linda e um recife interessante, a água fria atrapalhou bastante o passeio. Não aguentamos ficar mais do que 20 minutos.

Se você tiver bastante dinheiro para gastar, pode alugar uma das cabanas particulares da ilha. O preço é por cabana, e sua família pode ficar acomodada, com bebidas sendo servidas o dia todo. Um luxo!

Toda a estrutura de Castaway Cay foi primorosamente executada com um estilo próprio. As construções são barracões com teto de zinco, madeiras e placas envelhecidas e carcomidas, sinais e direções como se tivessem sido pintados a mão, e até nas paredes dos banheiros há “propagandas” falsas de produtos antigos. Tudo para que o ambiente lembre uma ilha do caribe bem despojada e pouco turística, do modo como elas devem ter sido há muitos anos, antes da invasão americana no lugar.

Churrasco americano

Cookie´s Too.
A única opção de alimentação na ilha é churrasco ao estilo americano. Ele é servido em 2 restaurantes diferentes, o Cookie´s e o Cookie´s Too. O nome não é lá muito original, mas suspeitamos que a Disney o fez de propósito, para que ficasse bem claro que o menu nos dois é idêntico. Trata-se de um buffet com barbecue ribs (costela de porco com molho barbecue), hambúrgueres, hot dogs, frango assado (para quem gosta, trata-se do mesmo frango de televisão de cachorro que tem aqui no Brasil; muito bom!), cole slaw (salada de repolho), e milho assado. Ou seja, tudo que há no verdadeiro churrasco à moda americana.

É claro que no navio há muito mais opções e comida mais requintada, e você pode até mesmo almoçar a bordo e descer para a ilha após o almoço. Mas a graça de Castaway Cay é fazer uma refeição descontraída, que você pode até mesmo colocar na bandeja e levar para sua espreguiçadeira, na areia da praia, e comer despreocupadamente. Se preferir, há mesas compridas com bancos, embaixo de uma grande cobertura, em que você pode se sentar com sua família.

O único problema disso tudo é que só refrigerantes e água estão inclusos no almoço. A bebida que mais combina com o churrasco, cerveja, tem que ser paga à parte. Se a família for grande ou boa de copo, pode adquirir um pacote em que as cervejas são trazidas num balde com gelo, e o preço unitário sai mais em conta do que comprar uma de cada vez.

Da mesma forma que a bordo, o Cookie´s também fecha cedo, por volta das 14:30. Então, não deixe para almoçar muito tarde. Bem na frente do restaurante, há uma estação com as bebidas e sorvete à vontade. Essas também fecham junto com o restaurante.

Então, como você pode ver, Castaway Cay tem opções de sobra para quem quer se divertir. E tudo isso a poucos passos do navio. O processo de embarque e desembarque na ilha é bem simples, não requerendo nenhum documento, somente a chave do quarto. Ao desembarcar, informe-se ao certo para qual deck você deve se dirigir, pois a saída muda de acordo com a maré na ilha.

Necessidades básicas: toalhas e água

Você não precisa se preocupar com toalhas no seu cruzeiro da Disney. Nas piscinas do navio há armários repletos de toalhas para serem usadas à vontade. Além disso, na noite anterior a cada uma das paradas em portos, uma mochilinha telada, contendo uma toalha para cada passageiro, é deixada na sua cabine. Você pode levá-la para seu passeio, e depois deixa de volta na cabine, onde será recolhida e lavada. Dica: no Atlantis, se você optar pelo passeio com o parque aquático incluído, não precisa se preocupar com toalhas, pois eles emprestam no local. Se preferir já sair com as toalhas, por comodidade, leve as do navio. No Atlantis você pode deixar pertences sem valor nas espreguiçadeiras e ninguém mexe. Os valores, pode guardar nos armários alugados.

Uma das coisas que você vai precisar nos passeios são garrafas de água para a família. Em Nassau, dentro do Atlantis, a água é bem cara e você vai precisar do cartão de crédito para comprá-la. Para não ter que ficar trazendo um monte de garrafas de água a bordo do navio, você pode levar uma garrafa para cada membro da família (pode ser um squeeze de alumínio ou plástico), e enchê-las com água nas estações de bebida no Cabanas ou ao lado da piscina. Em Castaway Cay é conveniente ter sua garrafa de água, mas se não tiver há diversos bebedores com copinhos de papel espalhados pela praia.

Além de fazer o “refill” das suas garrafas de água, aproveite o café-da-manhã para pegar um lanchinho para as crianças. Leve uma caixinha de cereal, uma banana, um donut enrolado no guardanapo. Quando bater aquela fominha no meio da manhã bem longe do navio, basta sacar seu lanchinho e dar para as crianças.

Com essas dicas, esperamos ter ajudado você a decidir quais passeios serão melhores para sua família a bordo do Dream. Então, se você estiver com o cruzeiro programado, acesse o site da DCL e comece a escolher suas Port Adventures!

30 comentários:

  1. Parabens pelo post e pelo site em geral!!!! Em muito nos ajuda na hora de planejarmos nossas viagens!!! Esto indo agora em maio no Disney Dream e queria mto fazer o nado com o golfinhos no Atlantis, mas n esta mais disponivel (acho que os VIPS marcaram c mta antecedencia). Gostaria de saber se vcs marcaram pelo DCL ou diretamente no site do hotel, pois vi q tbm ha essa opção. Se foi pelo site, qual o transporte q utilizaram p ir ao Atlantis e, se n for pdir demais, gostaria de saber o custo medio por pessoa desse transporte. Outra coisa, o unico horario disponivel no site eh as 14:30h, mas n sei se essa eh a hora da interação (dai daria tempo para chegar ao navio as 17hs) ou se eh a hora em que devemos chegar ao hotel (provavelmente n daria tempo). Mais uma vez, parabens pelos belissimos relatos. Desde ja agradeço... Erika Nobre (Maceio-AL)

    ResponderExcluir
  2. Erika, nós é que agradecemos por ler e participar.

    Nosso passeio ao Atlantis não incluiu a interação com golfinhos; apenas entrada no resort e nas piscinas/toboáguas. Fizemos a reserva diretamente com a Disney, que já incluía o transporte e o lanche na hora do almoço.

    Se você optar por reservar com o Atlantis, pelo que aparece nos fóruns da internet, dá para sair do terminal de cruzeiros e pegar um táxi. Realmente, quando você sai do terminal, está no meio da cidade, portanto não deve ser difícil. Tem que tomar MUITO cuidado com o horário de voltar, para não perder o navio.

    Dei uma olhada nos 2 sites e vi que o passeio da Disney inclui lanche, transporte e entrada no Aquaventure (parque aquático), mas custa o dobro do preço. O do Atlantis, aparentemente só inclui a interação com golfinhos. Pelo que o pessoal fala, lá no Atlantis normalmente o que não está incluso tem que ser pago à parte, e não custa barato! Então seria bom você se certificar de tudo que inclui antes de reservar.

    Uma opção interessante é a interação com golfinhos na Blue Lagoon. Vale a pena ver se há disponibilidade para esse passeio na data do seu cruzeiro.

    Tenha uma boa viagem!

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada pelas valiosas dicas!!!! Estava conversando ontem c meu marido e gente decidiu reservar pela dcl mesmo, pois achamos q fica mais seguro, principalmente pelo horario da volta, n vale a pena arriscar... Td bem q eh o dobro, mas resolvemos realizar o sonho de nadar c os golfinhos da Giovanna, nossa filha de 6 anos. Se n for pedir demais, tenho uma duvida em relação ao horario do jantar... Marquei o second seating, mas a q hs exatamente eh o jantar?! Os shows acontecem antes do jantar, n eh mesmo?! Thanks do much!!!! Erika

    ResponderExcluir
  4. Erika,
    O segundo horário do jantar deve ser às 20:30. Para isso, você provavelmente estará no show das 18 ou das 19. Para ter certeza disso, ao chegar à sua cabine, você verá uma filipeta com os horários e os restaurantes de cada dia, bem como dos shows.

    Se você quiser trocar o horário a bordo, assim que embarcar pode fazê-lo, dirigindo-se a um lugar especificamente designado para isso.

    Se tiver mais dúvidas, continue postando! Obrigada pela participação!

    ResponderExcluir
  5. Ola eu tambem vou para Bahamas , mas vou de Roayl Caribbean agora no final de junho.

    Minha duvida: vou com minha esposa e filho de 7 anos e no site da Royal o passeio no Aquaventure sai por R$800,00 para os tres.
    Achei salgado, sera q fazer outra coisa ou tentar achar la na hora pode sair mais barato? Pensei no day use.
    No site do Atlantis eles nao fala especificamente do parque aquatico , mas de outras opcoes de lazer como interacao com Sealions.

    Vc poderia emitir uma opiniao se vale ir de Royal ou tentar outra forma?

    Obrigado!

    Jorge Paulo
    Salvador Bahia

    ResponderExcluir
  6. Ola coloquei um comenetario aqui mas nao apreceu

    Queria saber sobre o passeio no parque aquatico no Atlantis.
    Vamos eu minha esposa e filho de 7 anos. Ficou Salgadinho pela Royal Caribbean, algo em torno de R$ 800,00 por 7 horas la. Acha q poderia fazer outra atividade melhor custo beneficio la?

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jorge,

    Desculpe a demora na publicação, mas passamos alguns dias longe da internet...

    O preço do passeio do Aquaventure nos navios gira em torno disso mesmo, U$150 por pessoa. É bem provável que, indo de táxi e pagando o day use, fique um pouco mais barato, mas há vários riscos a se considerar: 1. O Atlantis pode não estar admitindo day use naquele dia (se for um dia com muitos cruzeiros aportados em Nassau), e vocês ficarem de fora; 2. Você não conseguir voltar para o navio a tempo. Se for com o microônibus do navio, eles já programam a última saída com uma folguinha de tempo pra você voltar.

    Se sua família é fã de parques aquáticos, e se seu filho tiver altura mínima para ir nos brinquedos do Aquaventure, vale pelo passeio, pois é um lugar muito bonito. Se não fizerem questão de escorregadores, ir para Blue Lagoon (curtir praia e piscina) sem golfinhos pode sair mais barato. Veja se na Royal Caribbean tem essa opção de passeio.

    Se tiver mais comentários, pode postar. Obrigado pela participação!

    ResponderExcluir
  8. Mais uma pergunta: preciso de visto para descer nas Bahamas, além do visto americano, é claro?

    ResponderExcluir
  9. Para desembarcar nas Bahamas não é necessário visto. O que você supostamente precisa é vacina contra febre amarela (exigida de viajantes brasileiros para proteger as Bahamas contra a doença), mas não nos pediram os certificados no desembarque.

    ResponderExcluir
  10. Ola adorei suas dicas! Está tudo muito bem explicado...Parabéns!!!

    Estamos indo agora em Julho fazer o DCL, estou indo com meu marido, meu filho de 11 anos e minha filha de 8 anos.

    Minha duvida...em Castaway Cay vc acha que ha necessidade de alugarmos as cabanas?

    O transfer para Port Canaveral é pago a parte e só transporta quem está hospedado nos hoteis da Disney?

    Na DCL ha informacoes em portugues referente aos passeios em Nassau, ou funcionarios que falam em portugues?

    Para ir as compras em Nassau, o comércio é perto do Atlantis ou do Porto?

    Me perdoe por tantas perguntas!!!

    Se souber e puder respondê-las, ficarei muito grata e menos preocupada!!!


    Muito obrigada!!!
    Abçs.

    Karina.

    ResponderExcluir
  11. Karina,

    Respondemos às perguntas com todo prazer, pois sabemos como podem ser estressantes as incertezas da viagem, especialmente quando vamos com família!

    Em Castaway Cay há um número considerável de espreguiçadeiras na praia, e mesas de piquenique para o almoço (mesas longas com bancos, localizadas numa área coberta). A não ser que vocês queiram uma experiência realmente exclusiva, com mimos e espaço particular, não é necessário alguar a cabana. Além disso, ela é bem cara, então só recomendamos para quem tem orçamento bem folgado.

    O transfer até o porto é pago à parte, e transporta tanto quem se hospeda na Disney, quanto quem chega pelo aeroporto. No seu caso, que é de uma família de 4 pessoas, com certeza vai sair mais barato alugar um carro para ir de Orlando a Port Canaveral, do que pegar o ônibus da Disney. Dá para fazer a reserva pelo site da locadora, e a maioria dos GPS de Orlando "falam" português.

    No navio há vários tripulantes que falam português, mas não conte com isso para reservar os passeios. O interessante mesmo é tentar reservar tudo que for possível com antecedência, através do site da Disney Cruise. Isso porque, se você deixar pra reservar no navio, além de enfrentar uma baita fila no balcão do guest services, ainda corre o risco de ficar de fora do passeio, pois os lugares são limitados. Veja em nossos posts mais dicas práticas sobre o navio, como fazer as reservas, etc. No post http://familiarecomenda.blogspot.com/2011/03/post-organizador-do-disney-dream.html, você encontra links para cada um dos posts sobre o Dream.

    Quanto às compras em Nassau, o comércio se localiza principalmente perto do porto. Lá estão concentradas lojas variadas, mas especialmente lojas especializadas em joias. No navio você receberá um mapa da região indicando as principais lojas. Dentro do terminal portuário também funciona uma suposta feira de artesanato, mas a mercadoria é bem feinha e de má qualidade.

    No Atlantis há 2 centrinhos de comércio: um mini (micro, na verdade) shopping com meia dúzia de boutiques de luxo, e um centro um pouco maior localizado numa imitação de vila caribenha. Esse último não visitamos, mas parece um lugar interessante para dar uma volta e tomar um cappuccino (tem uma Starbucks lá).

    Em Nassau, se vocês saírem para caminhar por conta própria, é importante manterem-se dentro do perímetro turístico, pois afastar-se do centro sozinhos pode ser perigoso.

    Se precisar de mais esclarecimentos, estamos à disposição naquilo que soubermos ajudar!

    ResponderExcluir
  12. Olá! Achei o blog outro dia, e já li todos os posts referentes ao cruzeiro e também sobre disney e orlando.

    Eu e meu marido vamos fazer o Dream em fevereiro, e gostaria de saber se vale a pena desde do navio em Nassau ou se é melhor ficar curtindo a embarcação já que estará mais vazia.

    Outra dúvida, é se vale a pena a interação com os golfinhos caso a gente desça em Nassau ou é melhor fazer isso no Discovery Cove.

    Parabéns pelas postagens são muito bem feitas e ricas em detalhes, o que ajuda bastante.

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi, Liliane,

    Os veteranos de cruzeiros pelas Bahamas costumam ficar no navio em Nassau. O passeio que mais vale a pena lá na ilha é o Atlantis, mas é legal mesmo para as crianças (falamos um pouco sobre o lugar em nossas postagens). Para adultos, tem alguns restaurantes chiques e o cassino. Se não for o seu tipo de passeio, prefira economizar o dinheiro e ficar no navio.

    Nos blogs americanos, sempre recomendam ficar no navio em Nassau, pois fica meio vazio e dá para aproveitar melhor. A comida é muito boa, você pode ir às piscinas, ao Aquaduck e ao cinema, participar da programação diária, tudo isso sem gastar um tostão a mais. Se o bolso estiver coçando por uma despesinha extra, recomendamos o spa - as massagens são caras, mas umazinha não vai falir ninguém!

    Nunca estivemos no Discovery Cove, mas quem já foi adorou. É uma das mais bem cotadas atrações de Orlando no Trip Advisor, principalmente para quem gosta de animais. Portanto, meu palpite é que deve ser melhor fazer a interação com golfinhos lá do que no Atlantis. Os dois custam praticamente o mesmo preço (o Discovery é um pouco mais caro), e no Discovery Cove você pode ficar o dia todo num parque, curtindo não só os golfinhos como toda uma estrutura, enquanto que no Atlantis vai te dar direito apenas a uns 30 minutos com os golfinhos e um almoço meio fraquinho.

    Esperamos ter ajudado. Se tiver mais dúvidas, continue postando!

    ResponderExcluir
  14. Obrigada pela resposta. Só estava precisando de um empurrãozinho para não descer e curtir o navio...rs. Discovery é um pouco mais caro, mais inclui café da manhã, lanche, almoço e uma entrada para o Sea World. Acho que vai valer mais a pena gastar umas doletinhas fazendo uma massagem de frente para o mar e aproveitar o navio mais vazio.
    Obrigada mais uma vez! O blog está nos meus favoritos, já li todos os posts sobre a Disney e sempre volto para ler mais alguma coisa que esqueci...rs
    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi Família! Tudo bem?
    Primeiro queria dizer que ainda não havia visto um blog com informações tão completas e detalhadas. Parabéns!
    Pretendo fazer uma viagem de 4 noites pelas Bahamas com o Disney Dream no ano que vem. Mas não tenho a intenção de fazer os passeios sugeridos em Nassau. Queria mesmo é passar parte do dia em uma boa praia, assim como fazemos aqui no Brasil, afinal dizem que nas Bahamas as praias são lindas. Quem sabe depois fazer um passeio pelo centro de Nassau. O que vcs acham? É muito perigoso? Viram pessoas fazerem isso no seu cruzeiro?
    Gratíssima, um abraço,
    Luciana

    ResponderExcluir
  16. Luciana,

    As melhores opções para pegar praia nas Bahamas, de acordo com as pesquisas que fizemos, são Cable Beach, próxima ao centro, ou a Blue Lagoon Island.

    Cable Beach: praia frequentada por locais, portanto menos exclusiva. Dá pra chegar de táxi e ficar quanto quiser, sem pagar nada. Durante nossas pesquisas, vimos algumas notícias sobre a criminalidade em Nassau. Algumas vezes até ônibus cheios de turistas foram assaltados por bandidos a mão armada. Mas, se você pegar um táxi no terminal de cruzeiros, e se mantiver próximo às áreas mais frequentadas, não deverá ter problemas. Além disso, nós brasileiros costumamos tirar de letra qualquer problema de segurança, pois mesmo sem querer estamos sempre com o bandidômetro ligado.

    A vantagem de ir a Cable Beach é que você não precisa ficar o dia inteiro. Você pode pegar praia pelo tempo que quiser, e depois voltar mais cedo para o navio, a fim de curtir o Aquaduck com menos filas.

    Blue Lagoon: tem até site na internet, pois é uma ilha privada. Para chegar lá, só comprando um passeio (com a Disney ou independentemente, direto no site da Blue Lagoon). Pelo que me lembro, o passeio para ir só ficar (day use) não era muito caro. Se incluir a interação com golfinhos, aí o preço fica salgado. No TripAdvisor, é uma das atrações mais bem cotadas de Nassau, e pelas fotos parece espetacular.

    No Mom´s Panel da Disney, as mães que respondem às perguntas dos internautas sugerem deixar para lagartear na praia em Castaway Cay, e ficar no navio em Nassau. A praia de lá, apesar de artificial, é muito bonita - areia branca, água turquesa... Não tem ondas, portanto pode ser um pouco monótona. Mas tem serviço de praia, local para snorkel, um toboágua bem legal, espreguiçadeiras, etc.

    Gostaríamos de deixar bem claro que não fomos a Cable Beach e Blue Lagoon. Em nossa parada no porto, ficamos no Atlantis. Portanto, não podemos fornecer informações em primeira mão sobre as atrações. Se você for, quando voltar não deixe de dar uma passadinha aqui para deixar sua opinião!

    ResponderExcluir
  17. Olá pessoal, tudo bem ? Acabei de chegar da Disney, mas meus filhos querem voltar no ano que vem, então decidimos fazer o cruzeiro. Estou um pouco perdida não sei se incluo os parques da Disney no roteiro ou se só fico com o Navio. O que acham ?

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Tens como me tirar uma dúvida referente ao Atantis, quanto custa um Day Use e o que está incluído? Não acho isso no site deles.

    Já ouviu falar no Bahamas Paradise Ocean Snorkel? Pareceu bem atrativo são 4 horas com translado e almoço incluso por U$55, o que acha?

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando estávamos decidindo quais passeios fazer no Dream, pesquisamos sobre day use no Atlantis, e encontramos a seguinte informação: eles abrem para day use avulso (gente que chega sem grupo ou navio) só quando percebem que a lotação vai ficar abaixo do esperado. Por isso, não há venda prévia de ingresso. Portanto, só haverá day use em dias em que houver poucos navios no porto ou poucos hóspedes no Atlantis. Dessa maneira, decidimos fazer a reserva diretamente com a Disney para evitar ficar de fora.

      Nunca ouvimos falar nesse passeio de Snorkel. Dica: procure no TripAdvisor resenhas em inglês, que com certeza vai encontrar!

      Excluir
  19. Olá!
    Acabo de comprar um cruzeiro no Disney Dreams de 4 dias para jan-13 para minha familia e todas as dicas foram excelentes para fazermos nossas opcoes com mais seguranca!!! Super obrigada!!
    Nossa duvida agora, considerando que um dos dias ja é todo no navio, é se descemos ou nao em Nassau. Como tenho filhos de 8 e 10 anos, acho que irao curtir o Atlantis, mas tenho duvida se seria melhor ficar 2 dias no navio, dado que nunca fizemos um cruzeiro.
    Anacris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, nessa idade eles vão adorar o Atlantis. Se optar por ficar no navio, não faltam atividades para fazer (mesmo 2 dias é pouco pra conhecer tudo).

      Sua decisão se baseará em 2 fatores:
      - Custo: as excursões não são baratas, então se custo for um fator predominante, ficando no navio não vai gastar nada a mais.
      - Preferência pessoal: o Atlantis é um complexo grande, com parque aquático (os tobogãs são muito bons!) e cassino. Se a família gostar, vale muito a pena!

      Excluir
  20. Olá Ótimo seu Blog!!!!
    EStou com uma dúvida. Posso descer em Nassau visitar a estrutura do Atlantis e voltar para almoçar no navio? Tenho que pagar só para olhar a estrutura do hotel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível descer em Nassau, pegar um táxi e ir até o Atlantis. Já entrar e permanecer no hotel é outra história, pois todos que pagam o day use recebem uma pulseira de identificação, e não conhecemos ninguém que tenha ido pra lá sem ter contratado o passeio.

      Entre desembarcar, ir e voltar a tempo para o almoço, você certamente não conseguirá permanecer mais do que uma hora no hotel, pois ele fica a cerca de 30 minutos do porto. Dependendo do seu objetivo ao visitar o Atlantis, realmente não vai valer a viagem até lá, se não for para entrar no aquário e aproveitar as piscinas.

      Excluir
  21. O mar é tranquilo???Chega a balançar muito???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, às vezes você nem sente que está num navio. Evite, contudo, ir de julho a dezembro que é época de furacões e tempestades.

      Excluir
  22. Olá, boa tarde! Gostaria de saber se quando vocês reservaram as atividades nos portos, no caso do Cruzeiro da Disney, pagaram com antecedência. Irei fazer no próximo mês o Disney Fantasy e há vários port adventures ! Obrigada

    ResponderExcluir
  23. Olá família!
    Vou fazer o cruzeiro pelas Bahamas em janeiro e só fiquei um pouco preocupada com a temperatura da água. É tão gelada que incomoda? Ou é aquela água fria, mas suportável para tomar banho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, depende da sua tolerância e do que você está acostumada. Para os gringos era uma água deliciosa, eles ficavam o dia todo na água. Para as crianças, era entrar um pouco, meia horinha, e sair. Para os que não gostam de água fria, não dava nem pra pôr o pé! rsrs
      Se você já está com o cruzeiro reservado, reza pra fazer um solzinho, que esquenta tudo! E quanto às piscinas (no navio e no Atlantis), eram todas climatizadas, a água não era quente mas também não estava gelada, dava pra encarar bem!

      Excluir
  24. Olá, parabéns pelo blog! Tenho duas perguntas: para reservar os passeios no site do DCL é preciso já pagar com cartão ou pode-se reservar e efetuar o pagamento em dinheiro a bordo? Outra pergunta: em Castaway Cay, o toboágua é pago a parte? Obrigada pelas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para reservar os passeios é preciso deixar pago com cartão. Não sabemos ao certo se, ao embarcar, é possível cancelar o cartão e pagar em dinheiro, mas acreditamos que não.
      Em Castaway Cay todas as atividades não monitoradas e não motorizadas (toboágua, praia, etc) estão inclusas. Você precisará pagar se quiser fazer snorkel, passeio de barco, alugar equipamentos, cabanas, etc.

      Excluir

Mande seus comentários, perguntas ou mais dicas sobre este destino.