sexta-feira, 24 de setembro de 2010

UMA NOITE A BORDO DO TRENHOTEL


Pesquisávamos algum jeito diferente de ir de Santiago de Compostela até Madri, a última cidade de nossa viagem pela Espanha. O avião é uma boa opção na Europa devido aos preços - as companhias de baixo custo têm valores inacreditáveis! Mas como chegamos a Santiago de avião, para não ter que repetir toda a rotina de aeroporto pela enésima vez, optamos por pesquisar viagens de trem. Afinal de contas, estaríamos na Europa, onde o trem é muito utilizado. Além disso, em nossas viagens sempre procuramos utilizar meios de transporte inusitados para as crianças, como barcos, teleféricos, funiculares e, é claro, o próprio trem.

Entramos no site da maior companhia espanhola de trens, a Renfe (http://www.renfe.com/). Uma das opções que apareceu na nossa busca por trens entre Santiago de Compostela e Madri foi o Trenhotel. Ficamos empolgados, pois a viagem de trem é uma das coisas mais fascinantes para as crianças! Fizemos a reserva, o pagamento e a impressão dos bilhetes pela internet. Tivemos que tentar umas 3 vezes, pois a Espanha em geral e a Renfe em particular não primam pela organização impecável, mas depois dos primeiros contratempos tudo funcionou como um relógio suíço.

Reservamos cabines privadas com cama e banheiro, mas para isso tivemos que comprar os bilhetes com quase três meses de antecedência. O motivo é que são muito poucos lugares como esses em cada trem, então se você não tiver flexibilidade de datas, corre o risco de ficar sem lugar se deixar para última hora. A passagem do trem em camas à primeira vista parece cara, mas levando em consideração que economizamos uma noite de hotel, bem como um café-da-manhã e um jantar (inclusos na passagem), o custo vale a pena. Se o orçamento for apertado, há opções sem refeições e viajando em assentos, que não será muito diferente de uma viagem de avião, só que com a diversão de estar dentro de um trem! Essa opção é muito utilizada por adolescentes e jovens em viagens pela Europa.

A viagem em si atendeu todas as nossas expectativas. As estações de trem na Europa ficam quase todas bem próximas ao centro das cidades, e em Santiago não é diferente. Em apenas 10 minutos de táxi chegamos à estação, que é bem pequena. Enquanto esperávamos a chegada do trem, nossas malas foram passadas no raio X, mas de uma maneira bem desorganizada. Se não tivéssemos passado pela inspeção, ninguém saberia, pois não há nenhum controle.

Cabine do trem
Quando o trem chegou à estação, procuramos nosso carro pelo número que constava na passagem, embarcamos e, em menos de 5 minutos, estávamos a caminho de Madri. Quando chegamos às pequeninas cabines, a configuração era de 2 assentos, com as camas dobradas junto à parede. Deixamos nossas coisas e nos dirigimos ao carro-restaurante. Um único e apressado garçom trazia os itens de um menu fixo, com 2 opções de entrada, prato principal e sobremesa. A comida estava razoável, considerando-se que estávamos dentro de um trem (bem melhor que a de avião, diga-se de passagem!). Havia também um menu infantil. As bebidas também estavam incluídas, dando direito inclusive a 1/4 de garrafa de vinho por adulto (Rioja crianza, básico na Espanha e chique pra brasileiro).

Retornando ao quarto, vimos que já havia sido arrumado para a noite - as poltronas estavam dobradas e as camas, abertas. O espaço que restava no quarto, com as camas abertas, tinha pouco mais de 50 centímetros de largura. Por isso, o limite de bagagem é de 2 malas pequenas (num TOTAL de 20 Kg). Nossa bagagem nem foi checada na entrada, mas de qualquer jeito não é recomendável levar grandes malas a bordo, pois sua única opção será dormir em cima delas, pela pura falta de espaço!

Banheirinhinhinho
Usamos o minúsculo banheiro antes de dormir. Tinha até mesmo um chuveiro, mas não chegamos a utilizá-lo. No quarto, todas as comodidades, como necessaire com itens de toalete, garrafas de água, roupa de cama limpa e de boa qualidade.

Como essa é uma ferrovia antiga, o trem move-se lentamente e joga bastante. Portanto, se você enjoa com o balanço, não é muito recomendável viajar no Trenhotel. O que é recomendável é sentar-se no restaurante de frente para o sentido do movimento do trem. Além disso, o trem faz várias paradas ao longo da noite, que pode acordar quem tem o sono mais leve. Para os demais, nada que o tapa-olhos e os plugs de ouvido (vêm dentro da necessaire) não resolvam.

No dia seguinte, fomos acordados uma hora antes da chegada a Madri, para tomar o café-da-manhã no restaurante. O café estava ainda melhor que o jantar! Logo depois chegamos à estação Chamartin, bem maior do que a estação de Santiago. A saída foi bem tranquila, pegamos o taxi em direção ao hotel e, novamente, em cerca de 20 minutos chegamos ao centro de Madri.

Há muitas opções de viagem de trem na Espanha, inclusive trens muito mais rápidos do que este. Em qualquer um as crianças se divertem, pois geralmente adoram andar de trem - coisa que no Brasil é muito difícil de fazer... Mas a viagem no Trenhotel é muito mais do que divertida, é memorável para as crianças. Prova disso é que nosso filho quase não conseguiu pegar no sono até bem depois da meia-noite, pois estava tão animado que queria ficar acordado vendo as luzes passando pela janela. Afinal, passar uma noite num trem é uma verdadeira aventura para as crianças!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mande seus comentários, perguntas ou mais dicas sobre este destino.