sexta-feira, 26 de março de 2010

ATACAMA: OPÇÃO IMPROVÁVEL MAS IMPERDÍVEL

Nossa viagem foi assim:

Época: julho *****

Hotel: Kimal ****

Faixa etária das crianças: 5-7 anos ****



Estávamos procurando viagens para outros locais da Argentina ou Chile, e o agente de viagens sugeriu o Atacama. "Atacama??" perguntamos incrédulos. Ele garantiu que era um local sensacional, e que dava para ir com crianças. E lá fomos nós.

Cidade de San Pedro (foto: Sung Lim)
A cidade de San Pedro fica a 1 hora de van do aeroporto mais próximo. A região toda fica no meio do deserto mais árido do mundo, e a cidade é bem rústica, com ruas de areia e casas de adobe. Somente uma parte da cidade tem iluminação pública, portanto cuidado com a localização do seu hotel, ou você precisará de uma lanterna para andar na cidade!

O centro, apesar de rústico, é charmoso, cheio de lojinhas, restaurantes (não são lá nenhuma experiência gourmet), agências de turismo e mochileiros. San Pedro já foi chamada de Jericoacoara do deserto - dá uma boa idéia do que você vai encontrar. O único senão é que a cidade está a mais de 2000m de altitude, o que pode causar dores de cabeça e falta de ar nos primeiros dias.

Visibilidade sensacional.
(foto: Sung Lim)
As paisagens são absolutamente estonteantes. Podemos dizer que é o lugar mais bonito que já visitamos. O ar seco garante uma visibilidade excepcional, que chega aos 100 km fácil. Ou seja, de uma montanha qualquer, você consegue enxergar a paisagem a mais de 100 km de distância. E lá tudo é beeem amplo, espaços vazios, montanhas imponentes, vales suaves.

Os passeios que fizemos:

Valle de la Luna (foto: Sung Lim)
1. Valle de la Luna: o passeio mais próximo de San Pedro, visitando as formações rochosas e as dunas do deserto. Oportunidade de caminhar entre paisagens estranhas e belas, de subir em enormes dunas de areia e tirar fotos espetaculares.

2. Ruínas indígenas: há ruínas no meio do deserto e uma cidade que, dizem, tem a mesma configuração de Macchu Picchu. O norte do Chile tem muito em comum com o Peru e a Bolívia, tendo sido habitados pelas mesmas civilizações. Muito curioso e é uma oportunidade para as crianças terem contato com a cultura pré-colombiana.

Lagoas altiplânicas (foto: Sung Lim)
3. Laguna Menique e Miscante: duas lagoas maravilhosas aninhadas no topo das montanhas nevadas (neve somente em alguns invernos). No ano que fomos estava tão frio que uma das lagoas ficou congelada, e a passagem para a outra estava bloqueada pela neve. Cuidado com a altitude (mais de 4000 m).

Flamingos no salar.
(foto: Sung Lim)
4. Salar de Atacama: com certeza o passeio favorito das crianças. Um salar extenso, com formações curiosas, parecendo uma paisagem de outro planeta. No meio de tudo, pequenas lagoas salgadas que abrigam bandos de flamingos. Daria pra ficar horas observando essas lindas aves em seu habitat natural.

Geisers (foto: Sung Lim)
5. Geisers del Tatio: é um passeio cansativo mas inesquecível. A saída da van é por volta das 5 da manhã; o percurso, sinuoso e acidentado, dura quase 2 horas; a altitude atingida é próxima dos 4500 m. Por tudo isso, a probabilidade de alguém na família passar um pouco mal é grande. Uma criança pode sentir-se tão mal que não consegue levantar do ônibus para ir caminhar nos geisers, enquanto outra nem tomará conhecimento da altitude. É relativo e você só descobrirá tentando. O local é inesquecível, com vapores sulfurosos e jatos de água quente jorrando do chão, formações rochosas curiosas e coloridas, originadas pelas águas. Lá em cima faz muito frio (estava -15ºC no dia que fomos), mas os guias levam um café da manhã bem quentinho e revigorante para você tomar olhando os geiseres. Na volta, já dia claro, podem-se avistar vários animais como vicunhas e patos selvagens.

Nosso hotel ficava muito bem localizado, a apenas 2 quadras do centrinho. O serviço era muito atencioso, as camas maravilhosamente macias. O mais legal para as crianças é que as paredes são de adobe, portanto passamos uma semana dormindo em uma casa de barro!

Para os viajantes mais independentes, que preferirem fazer os passeios em carro alugado, nossa leitora Odette postou algumas dicas muito interessantes nos comentários, que optamos por reproduzir aqui também. A Odette tem uma família de 5 pessoas, e geralmente nesse caso tudo sai mais barato se for de carro alugado. O Chile é um daqueles lugares em que dirigir é muito seguro e gostoso, então vale a pena avaliar essa opção! Veja as dicas dela:

"Retiramos o carro no aeroporto de Calama. O melhor carro para alugar é uma 4x4, com caçamba. Nós alugamos uma Hilux de cabine dupla. Lembrem-se, NUNCA chove no deserto e as crianças ficam loucas de passear na caçamba, se acham uns aventureiros! Lá, como na Disney, você pode fazer reserva em várias locadoras e escolher a que mais te agrada na hora.

Levamos um GPS da Garmin, com um pseudo-mapa super atualizado do deserto. O GPS não serviu para nada. A estrada que liga o aeroporto à San Pedro é uma reta que acaba na cidade, não há como errar. Para nos localizarmos, usamos o bom senso, as placas da região e as indicações do Sr. Jesus, da Lickan Antay, um guia super gentil.

Não tem mistério em se locomover em San Pedro e arredores. Os pontos turísticos são sinalizados e as pessoas, caso você se perca, têm boa vontade em te ajudar. Só o deserto de Tara que é impossível ir sem guia. Trata-se de um desertão sem uma única indicação e cada grupo pega a sua rota, logo, não há uma única forma de se chegar lá."

Comentários do FR: realmente, do aeroporto até San Pedro é uma reta só. Chegamos a Calama já à noite, portanto estava escuro como breu. A estrada tem sinalização e está em excelentes condições, mas não há um único poste de luz o caminho todo. Se for alugar carro, tente chegar a Calama ainda de dia.

Não chegamos a ir ao salar de Tara, pois ficamos somente 5 dias em San Pedro. Para as pessoas muito urbanas, mais de 5 dias é muito tempo, pois apesar de todo o charme, a cidade é muito pacata e não tem nem asfalto. Para os que curtem natureza, recomendamos ficar uma semana inteira no Atacama, assim poderá visitar o deserto de Tara e as lagoas altiplânicas da Bolívia também.

Caminhada no deserto.
(foto: Sung Lim)
Nosso amigo Sung, que gentilmente cedeu as fotos que você vê nessa postagem, esteve no Atacama em dezembro de 2011 num esquema um pouco diferente. Fez uma viagem mais aventureira, com um grupo, em que visitaram alguns lugares maravilhosos e - a maior diferença de todas - em alguns deles fizeram caminhadas ao invés de chegar de carro. Segundo ele, havia até mesmo crianças maiores e senhores de idade do grupo, portanto basta ter disposição e espírito aventureiro para encarar. Além disso, o contato que se tem com a natureza grandiosa do Atacama é, sem dúvida, muito mais íntimo e marcante quando se vai a pé!

Se você também tiver dicas para postar, não se acanhe! Faça como a Odette e o Sung e colabore com o FR.

Se quiser ver mais fotos do Sung, clique aqui.
Site interessante: http://www.sanpedroatacama.com/.




7 comentários:

  1. Olá! Estou adorando o seu blog!
    Também viajo com minha família para todos os lugares, temos tres filhos, hoje com 9, 14 e 16 anos. Já fomos para o Espírito Santo e Bahia (em anos diferentes) de carro. Sendo que da primeira vez minha filha mais nova tinha 5 meses. Vários hotéis fazenda e resorts por perto do Rio. E viagens longas: Brasília, Gramado, Ushuaia, El Calafate, Buenos Aires, Atacama, Santiago, Disney, Nova Iorque, Londres, Paris, Veneza e Roma!
    O Deserto do Atacama foi uma surpresa maravilhosa! As crianças amaram! Nós ficamos no Terrantai, que é ao lado da Caracoles. Um hotel super gostoso. Alugamos uma Hilux e fizemos praticamente todos os passeios sem guia. Somente o Salar de Tara e o Geiser que usamos guia.
    Aproveitei todas as suas dicas e acabei de fazer uma reserva no Disney Dreams.
    Parabéns e um abraço,
    Odette

    ResponderExcluir
  2. Odette,

    Agradecemos os comentários! Você pode postar mais dicas sobre o Atacama de carro? Por exemplo:
    - Onde vocês retiraram o carro, no aeroporto de Calama?
    - Como navegaram pelas estradas? Mapa? GPS? Nos GPSs tem as pequenas estradas perdidas do Atacama?

    Suas dicas serão muito úteis aos nossos leitores!

    Quanto ao Disney Dream, obviamente não tem nada de aventureiro, mas é um navio fantástico, uma experiência que todo mundo deveria tentar viver uma vez. Como você já deve ter notado pela lista de lugares que já visitamos, não temos preconceito quanto a um lugar ser mais rústico, "comercial", farofeiro, ou até "fabricado", como é o caso da Disney e de seus navios... Divirta-se!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Vamos lá às dicas do Atacama:
    - retiramos o carro no aeroporto de Calama. O melhor carro para alugar é uma 4x4, com caçamba. Nós alugamos uma Hilux de cabine dupla. Lembrem-se, NUNCA chove no deserto e as crianças ficam loucas de passear na caçamba, se acham uns aventureiros! Lá, como na Disney, você pode fazer reserva em várias locadoras e escolher a que mais te agrada na hora.
    - Levamos um GPS da Garmin, com um pseudo-mapa super atualizado do deserto. O GPS não serviu para nada. A estrada que liga o aeroporto à San Pedro é uma reta que acaba na cidade, não há como errar. Para nos localizarmos, usamos o bom senso, as placas da região e as indicações do Sr. Jesus, da Lickan Antay, um guia super gentil.
    - Não tem mistério em se locomover em San Pedro e arredores. Os pontos turísticos são sinalizados e as pessoas, caso você se perca, tem boa vontade em te ajudar.
    - Só o deserto de Tara que é impossível ir sem guia. Trata-se de um desertão sem uma única indicação e cada grupo pega a sua rota, logo, não há uma única forma de se chegar lá.
    Alugamos o carro por dois motivos:
    1o. somos 5, ficou bem mais em conta
    2o. gostamos de ficar independentes nas viagens que fazemos, NUNCA usamos excursão, é uma questão de sobrevivência da família (imagine fazer 5 pessoas de idades diferentes seguir um padrão?)
    Um abraço e querendo mais alguma dica é só falar!
    Odette

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Odette! Vou incorporar suas dicas ao corpo da postagem.

    ResponderExcluir
  5. Estamos programando viajar em família (4 adultos) de carro, saindo de Santa Catarina, entrando pela Argentina em direção ao Atacama. A princípio 5 dias em San Pedro, buscamos dicas de hospedagem boa e barata, além de dicas de viagem.
    Zago
    zago@zagorepresentacoes.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, gostei muito do seu blog...Em outubro/2017, estamos pensando em fazer uma viagem de carro, com nosso filho de 2anos, vamos sair de Florianópolis, indo pra Deserto de Atacama, e voltando por cordova, Buenos Aires, Uruguai e voltando pra Floripa...Fico um pouco reciosa com as estradas, altitude...É tranquila a viagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, nós nunca fizemos essa viagem de carro então não podemos opinar! Procure outros blogs porque temos certeza que tem gente que já fez. Boa sorte!

      Excluir

Mande seus comentários, perguntas ou mais dicas sobre este destino.